Tropa de elite

coded by Cristine Tellier | tags: | Posted On quarta-feira, 3 de outubro de 2007 at 23:45

meteorologia: calor de dia... friozinho à noite
pecado da gula: feijoada
teor alcoolico: 2 chopps
audio: chris cornell
video: miami ink

Tropa de elite, direção José Padilha
Independente da opinião ao término do filme, tem de ver, pois não é sempre que um filme leva a gente a se fazer tantos questionamentos depois de assistir.

.

.

frankamente

coded by Cristine Tellier | tags: | Posted On segunda-feira, 1 de outubro de 2007 at 22:16

Blog novo na lista de indicados:

frankamente
aquele blog de crônicas da lúcia carvalho

.

.

Zodíaco

coded by Cristine Tellier | tags: | Posted On at 19:13

meteorologia: muuuuuuuuuuito calor
pecado da gula: sorvete de praliné
teor alcoolico: várias stella artois pra aguentar o calor
audio: supertramp

Zodíaco (Zodiac), direção David Fincher
Mais um filme excelente do diretor de Seven e Clube da Luta (ambos na minha lista de prediletos).
Roteiro excepcionalmente bem escrito por James Vanderbilt, baseado no livro homônimo de Robert Graysmith, deixa de lado a especulação das motivações do assassino para dar enfoque aos personagens (gente de carne e osso, com família, empregos a zelar e contas a pagar) que tiveram participação nas investigações do caso.
Tem bastante semelhança com Todos os homens do presidente, tanto por dar mais importância ao processo investigativo quanto pela ambientação numa redação de jornal.
As mais de 2 horas de meia de filme devem assustar os mais desavisados, mas elas passam sem que se perceba. O fluxo da narrativa é contínuo, não dando chance para aquela cochiladinha no meio da fita. Prende a atenção do início ao fim.

Li o livro antes de ver o filme, sempre com receio de que algum detalhe importante fosse perdido na transcrição de um para outro. Nesse caso, mantendo-se as devidas proporções, não senti falta que fosse relevante ao entendimento da estória.
No livro, o que mais me deixou impressionada, além da brutalidade dos crimes, foi a riqueza e a enorme quantidade de informações acumuladas pelo autor. E a forma como ele chega a reunir esses dados é retratado incrivelmente no filme, mostrando a obscessão em chegar a uma conclusão que a polícia foi incapaz de chegar.
Ambos excelentes.

.

.

Disturbia

coded by Cristine Tellier | tags: | Posted On domingo, 30 de setembro de 2007 at 22:07

meteorologia: clima estranho
pecado da gula: muita pipoca
teor alcoolico: várias latinhas de itaipava
audio: frank sinatra
video: o aprendiz

Paranóia (Disturbia), direção D.J. Caruso
Apesar do carisma de Shia LaBeouf, e mesmo tendo sido produzido por Spielberg, para os cinéfilos o filme não passa de uma refilmagem meia-boca do clássico de Hitchcock, Rear window (Janela Indiscreta). Para os menos informados, é até interessante, uma boa sessão da tarde, apesar da previsibilidade do roteiro.
Sai o excelente James Stewart, como o fotógrafo L.B.Jefferies preso em casa devido a uma perna quebrada num acidente automobilístico, e entra LaBeouf como Kale, um adolescente traumatizado com a morte do pai, confinado em casa após agredir seu professor de espanhol.
Sai a belíssima Grace Kelly, como Lisa Fremont, a esplendorosa noiva socialite de Jefferies e entra... quem mesmo? nem lembro o nome da atriz insossa que faz a namoradinha de Kale.
E finalmente, sai a ótima Telma Ritter como Stella, a massagista de Jefferies, com provavelmente as melhores frases do roteiro e entra um ator oriental como o melhor amigo de Kale.
De qualquer ângulo que se analise, há perda.
Mas, para quem se contenta em apenas passar o tempo, é uma boa pedida para um domingão à tarde.

.

.