Incinerando películas » The wolfman

coded by Cristine Tellier | tags: , | Posted On sábado, 4 de dezembro de 2010 at 22:10

meteorologia: sábado de sol...
pecado da gula: churrasco + brigadeiro e beijinho
teor alcoolico: cerveja + caipirinha
audio: nerdcast #238
video: the good shepherd

The wolfman, direção Joe Johnston

Trailer interessante
Poucas vezes não é. E neste caso, como em tantos outros, tudo de interessante do filme estava no trailer. Não tinha mais nada que fizesse valer o ingresso do cinema (ainda bem que assisti em casa).

Elenco de qualidade
Anthony Hopkins: não preciso nem elogiar... Silent of the lambs, Remains of the day, Surviving Picasso e tantos outros que nem consigo lembrar. Só ele já me levaria a assistir o filme.
Benicio del Toro: 21 grams, Traffic, Snatch. Assim como Hopkins, estaria inclinada a assistir qualquer filme em que constar do elenco.
Hugo Weaving: inesquecível em Matrix, "Mr.Anderson". Ótima atuação em V for Vendetta, mesmo mascarado.
Mas mesmo todo esse "poder de fogo" não conseguiu salvar o filme.

O filme se arrasta por quase duas horas, sem conseguir definir uma linha narrativa. Alterna entre gótico, drama psicológico, ação, gore. E apenas consegue prender a atenção do público com esse último. Quem gosta do estilo consagrado por George Romero tem diversão garantida nas cenas de ataque do lobisomem. Não falta talento ao elenco. O que falta é um bom roteiro e uma boa direção.
Enfim, mais um monstro do imaginário popular que não recebeu o tratamento merecido. Uma pena.
Não recomendo.

.

.

Incinerando películas » "In the bedroom"

coded by Cristine Tellier | tags: , | Posted On domingo, 28 de novembro de 2010 at 18:48

meteorologia: sol e calor o dia todo
pecado da gula: sorvete
teor alcoolico: algumas itaipavas pra tentar refrescar
audio: rapaduracast #210
video: indiana jones e os caçadores da arca perdida

In the bedroom, direção Todd Field

Este é o primeiro post da categoria Incinerando películas, cuja intenção é não indicar um filme. Não necessariamente o filme deve ser ruim, eu apenas não gostei e vou comentar por quê. Por razões óbvias, os posts dessa categoria não serão tão longos quanto os que falam dos filmes que eu recomendo. Talvez eu até agrupe dois ou três filmes por post. Mas espero não desgostar de muitos filmes que eu assistir.

O título nacional (Entre quatro paredes) remete erroneamente à peça de Sartre, Huis Clos, cujo título em português é exatamente "Entre quatro paredes". Infelizmente, o filme não tem nenhuma relação com a peça. Apesar das indicações ao Oscar pela obra (melhor filme, melhor roteiro), não achei o filme assim tão bom. Mas as indicações dos atores foram merecidas. Tom Wilkinson, Sissy Spacek e Marisa Tomei estão bem em seus personagens, mas não excepcionais, não o suficiente para tornarem o filme assistível. Achei-o contido e arrastado demais. Chega a ser chato em vários momentos. É medíocre no sentido literal. Dramas familiares há aos montes nas locadoras. E este, no meu entender, não é um que se destaque da maioria.
Não vale a pena gastar duas horas assistindo.




.

.

Diversificando

coded by Cristine Tellier | tags: | Posted On at 07:44

meteorologia: o sol promete...
pecado da gula: panetone
teor alcoolico: nada (por enquanto)
audio: rapaduracast #208
video: avatar

Habituei-me a escrever todos os dias, independente de ter "inspiração" ou algum assunto ultra-mega interessante sobre o que discorrer. As consequências foram basicamente duas: vários textos iniciados e não finalizados; pressa em conseguir acessar o google docs quando uma idéia interessante me ocorre. Apesar da quantidade de textos escritos, ainda não consegui atingir a meta de postar aqui no blog diariamente. Poderia postar apenas 2 ou 3 linhas, mas acho sacanagem com quem acompanha o blog. Não são muitos, e não gostaria de decepcioná-los vendendo gato por lebre.

Decidi, então, disciplinar um pouco minhas publicações. Começando por comprometer-me a postar algo no mínimo uma vez por semana. O próximo passo é, não necessariamente periodizar, mas conseguir publicar todo mês ao menos uma resenha/crítica de livro, uma resenha/crítica de filme, um top ten e uma nova categoria de post que eu resolvi chamar de "queimando livros" ou "incinerando películas". Eu, habitualmente, acabo escrevendo apenas sobre o que me agrada, o que eu acho que vale a apena, o que eu recomendaria a alguém. Mas acho que também seja interessante escrever o que eu vi/li e não gostei, explicar o porquê e tentar evitar que outros desperdicem seu tempo com algo que não valha a pena. O próximo post já inaugura essa categoria com um filme que assisti ontem à noite.

Já me sugeriram também incluir nos temas minhas experiências culinárias. Talvez eu o faça, mas provavelmente não neste blog. Falar sobre comes e bebes me interessa também, porém creio que não seja este o canal. Possivelmente eu monte um blog específico.

Bom, é isso. Sugestões e críticas são sempre bem-vindas. Comentem please.

.

.